PDF Versão para impressão

Outras doenças de Gatos

 

Fonte: Hospital Veterinario Principal, http://www.hospvetprincipal.pt  

 

Panleucopenia
Também conhecida como enterite infecciosa felina, esta doença viral altamente contagiosa, causada pelo parvovírus felino, tem sintomas que incluem febre alta, perda de apetite, vómitos, depressão, diarreia líquida, desidratação e outras complicações que quase sempre resultam em morte. A contaminação pode dar até mesmo através de objectos como tijelas, roupas e brinquedos que tenham entrado em contacto com animais doentes. Afecta principalmente gatos bebés mas todas as idades são susceptíveis.

Facilmente prevenida com a vacinação.


Rinotraqueíte
Este vírus de vias aéreas superiores (herpesvirus é uma séria ameaça para gatos de todas as idades e é especialmente devastador em filhotes. É transmitido por contacto directo, através de lambidas, espirros, secreções ou por uso comum de bebedouros e comedouros. Uma vez instalado, o vírus pode causar sintomas por vários anos durante a vida do gato. Estes sintomas incluem a perda de apetite, febre moderada, lacrimejamento, secreções oculares e nasais, respiração pela boca, tosse e salivação intensa. Gatas prenhas portadoras eliminam o vírus alguns dias após o parto, deixando os filhotes sem imunidade contra a doença.
 


Clamidiose
Esta infecção das membranas mucosas dos olhos e nariz é altamente contagiosa, especialmente nos filhotes. Os sintomas incluem conjuntivite, excesso de lacrimejamento, espirros, salivação intensa e tosse. Tem risco de transmissão para os humanos uma vez que pode gerar infecções oculares.



Peritonite infecciosa (PIF)

A PIF é altamente contagiosa, e transmitida por contacto directo ou indirecto. Directamente, por saliva, secreções e fezes de gatos infectados, ou pela mãe. Indirectamente, o vírus sobrevive por até duas semanas Por isso, mesmo depois da morte do animal, é necessário que a casa passe por uma quarentena antes de receber um novo gato. Geralmente, os gatos atingidos são jovens adultos, com menos de três anos de idade, ou em idosos com mais de dez. Os sintomas só aparecem pouco tempo antes da morte e incluem febre, anemia, letargia, depressão, perda de apetite, perda de peso, pelagem eriçada e distensão do abdomem. Também pode haver vómito, diarreia, mudanças de comportamento, perda de equilíbrio, paralisia, cegueira. Mas também pode ser assintomática.
Existem dois tipos de PIF: a húmida, quando há acúmulo de líquido no abdomem ( daí a distensão ) e no tórax, e a seca. A duração de vida nestes casos  varia de poucos dias ou poucas semanas até mais de um ano, dependendo do tipo de PIF (se for a seca, a sobrevivência é maior).
O tratamento alivia os sintomas e prolongam a vida, mas não salva o gato.



Coriza
A Coriza, mais conhecida como a gripe dos gatos, é uma infecção no aparelho respiratório. Entre os agentes causadores desta doença encontramos o Calicivirus felino e o Rinotraquíte felino. Os sintomas de uma gripe nos gatos são semelhante aos de um humano engripado: os gatos infectados apresentam febre e corrimento ocular e nasal. Falta de apetite e apatia são também comuns.
O vírus transmite-se através da saliva ou lágrimas, espirros ou tosse ou através da partilha de recipientes de água e comida entre gatos.

As doenças do foro respiratório podem ser relativamente fáceis de tratar, sendo a Rinotraquite felina a mais complicada de todas. Se não tratadas podem dar origem a uma pneumonia ou até cegueira.

Facilmente prevenida com a vacinação.
 
 

Atenção!

Cada caso é um caso e estas são apenas recomendações genéricas sobre a doença, não substituindo em caso algum as recomendações e/ou medicação do seu veterinário. Aconselhamos que se dirija ao seu veterinário caso suspeite que algum sintoma por parte do seu animal de estimação relativamente a esta ou outra doença.